Inspiração para decorar com azulejos

Os traços azuis dos azulejos, aqui no Brasil, são parte da nossa herança portuguesa e podem ser encontrados de igrejas a botecos cariocas. Conheça alguns artistas que trabalham com azulejos e inspire-se para usar este revestimento na sua casa.

  ADRIANA VAREJÃO, 1998 – óleo sobre tela -200 x 200 cm

ADRIANA VAREJÃO, 1998 – óleo sobre tela -200 x 200 cm

Adriana Varejão, uma das artistas brasileiras mais valorizadas no mercado, se apropria da estética do azulejo português para fazer uma crítica à forma como fomos catequizados. Os seus azulejos escondem as entranhas e o sangue dos índios e dos negros que sofreram com a nossa colonização. Vale ter a referência, mas estas peças não serão nada acessíveis!

  Foto: Vinicius Capella

Foto: Vinicius Capella

Parceiro de azulejos de Varejão, Athos Bulcão voltou à tona nos últimos anos. Enquanto trabalhava com Portinari – de quem foi assistente – na execução do painel da Igreja da Pampulha, conheceu Niemeyer e assim surgiram a amizade e a parceria que nos deixaram um legado de cores e formas únicas. Há uma série de “similares” no mercado e você pode até optar por desenvolver os seus próprios azulejos inspirados no trabalho deste artista, mas os originais são vendidos pela Fundação Athos Bulcão.

 

  Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Pintados à mão e depois vitrificados, os azulejos da arquiteta belga Agenes Emery, que decidiu colocar a mão na massa, são de uma incrível delicadeza e podem ser comprados online. Há opções de customização e muitos formatos.

 

Para quem procura opções mais práticas e acessíveis, a Decortiles Atelier lançou uma linha desenhada por Jesus Fernandes, há também a Blue Memory e Patchwork Blue. A loja Leroy Merlin vende um kit de adesivos que pode ser aplicado sobre cerâmica ou paredes. É uma opção bem prática, mas um pouco arriscada quanto à qualidade do acabamento. Fora estas alternativas, não faltam opções de cemitérios de azulejos na cidade para você garimpar.